Carreira

Aprenda como fazer seu planejamento financeiro para estudar

Não há dúvidas de que investir em educação é uma ótima escolha. Entretanto, muitas pessoas enfrentam dificuldades para custear seus estudos e realizar esse sonho. É o seu caso? Saiba que esse desafio pode ser ultrapassado com muito esforço e planejamento financeiro.

Mesmo uma boa ideia pode virar um pesadelo se você não se organizar para realizá-la da melhor forma. É o risco que os estudantes correm quando começam um curso sem se planejar adequadamente em relação aos pagamentos. Muitos atrasam ou até mesmo desistem da conclusão.

Você quer aproveitar todas as vantagens de uma pós-graduação sem sobressaltos financeiros? Acompanhe nosso post e siga as dicas abaixo para passar por esse momento de maneira equilibrada!

Organize seu orçamento

Sua primeira atitude para estabilizar as finanças e deixá-las preparadas para a nova fase é montar um orçamento. Quem já tem esse hábito está um passo a frente, mas se você nunca fez isso, não se preocupe. É possível aprender rapidamente.

Comece anotando todas as suas fontes de renda e o dinheiro que você recebe. Em outra lista, registre todos os seus gastos fixos e variáveis. É importante acompanhar mesmo os pequenos valores, como um lanche que você costuma fazer no trabalho.

Pode parecer difícil no começo, mas tenha persistência. Depois de fazer esses registros por algumas semanas, isso se torna um hábito e você vai seguir esse passo com mais naturalidade. Para ajudar nessa tarefa, há diversos aplicativos de finanças pessoais. Também é possível utilizar uma planilha no computador ou uma agenda simples.

Para ter uma visão exata das suas possibilidades financeiras, destaque nos seus registros aquelas contas que são fixas. Inclua nessa categoria também as compras parceladas que você fez. Assim, você vai ver quanto da sua renda já está comprometida todos os meses.

Economize

A organização do orçamento possibilita todos os próximos passos do planejamento financeiro. Depois de analisar com cuidado o que entra e sai de dinheiro na sua conta, você pode identificar seus custos e começar a controlar melhor os gastos!

Olhe os seus registros e procure contas que você pode cortar ou minimizar. Os planos de TV por assinatura e aplicativo de música estão sendo mesmo utilizados ou podem ser dispensados? Esses são apenas alguns exemplos de gastos supérfluos. Analise os seus e veja como economizar.

Além dos custos que serão cortados completamente, há aqueles que podem ser reduzidos. Ligar no banco ou na operadora de cartão de crédito e pedir redução das taxas, trocar o plano da internet ou do celular, substituir algumas saídas de lazer por programas gratuitos, preferir levar comida para o trabalho e gastar menos com restaurante etc.

Planeje seus gastos

Quando você já tem um orçamento montado e coloca em prática as estratégias de economia, é importante pensar nos gastos futuros. Do contrário, todo o seu esforço de organização será desperdiçado. A ideia não é deixar de fazer compras, mas fazer isso dentro de um planejamento.

Uma atitude interessante é determinar um valor de teto para cada categoria de gastos. Além disso, é importante definir prioridades. Se o seu objetivo maior é estudar, todo o seu orçamento deve girar em torno do pagamento da faculdade. Ao lado disso, estão os gastos fixos, como moradia e transporte. Depois, você pode pensar em valores razoáveis para lazer, por exemplo.

Ter objetivos e metas ajuda a deixar tudo mais claro e facilita sua disciplina. Nem sempre vai ser fácil abrir mão de algo que você queira consumir agora, mas o objetivo de impulsionar sua carreira garante a motivação para se manter na linha. Assim, suas compras podem ser adiadas ou bem planejadas — parcelando em valores que cabem melhor no bolso, por exemplo.

Tenha uma conta para poupar

Fazer o dinheiro sobrar é a principal função de um bom planejamento financeiro. Afinal, não basta você pagar todas as contas e ficar sem nada, é essencial ter um valor reservado para ajudar nos momentos difíceis. É o que chamamos de reserva de emergência. Você pode contar com ela nos meses em que a situação apertar mais.

Para isso, separe esse dinheiro da sua conta-corrente. Você pode usar uma conta poupança ou outras opções de investimentos simples. Todo mês, transfira um valor para essa conta, mesmo que pequeno. Cinquenta ou cem reais mensais podem fazer toda a diferença na sua estabilidade financeira.

Mas atenção: esse dinheiro é para emergência. Não vale custear uma viagem com os amigos ou comprar um presente de última hora. Deixe esse valor reservado e lembre-se dele apenas quando for realmente necessário. A poupança pode ser utilizada também para investir em livros ou cursos na sua área de estudos.

Procure uma renda extra

Se você está apertado financeiramente e cortar os gastos não aliviou muito a situação, considere aumentar sua receita. Hoje em dia, há diversas opções de trabalhos para complementar a renda e potencializar seu planejamento financeiro. Afinal, quanto mais dinheiro entrar, mais você terá tranquilidade para se organizar.

É possível aproveitar o seu trabalho para oferecer consultoria e serviços autônomos. Quem atua na área de computação, por exemplo, pode lucrar prestando assistências simples. Dar aulas de reforço também é sempre uma boa opção. Além disso, é possível revender produtos, fazer doces para vender ou trabalhar como freelancer.

Mantenha o foco

Provavelmente você já percebeu que nem sempre vai ser fácil seguir essas dicas. É um passo a passo simples de entender e colocar em prática, mas o cotidiano vai pôr a sua determinação em xeque diversas vezes. Por isso, tenha sempre o seu foco em mente: todos os sacrifícios de hoje são para proporcionar mais conforto no futuro.

Ter compromisso com as suas metas e disciplina para realizar as estratégias é o que vai garantir seu sucesso. Lembre-se de que tudo vai ter valido a pena quando você finalmente concluir o seu curso de pós-graduação. Com ele, você pode conquistar novas vagas e melhorar sua condição financeira.

O planejamento financeiro é uma etapa central na sua caminhada profissional. Ter dinheiro para aproveitar a estrutura e os benefícios de uma instituição qualificada traz um grande diferencial para sua carreira. Esse é um investimento com retorno certo!

E então, gostou do texto? Quer acompanhar mais dicas sobre cursos e mercado de trabalho? Siga nossos perfis nas redes sociais: estamos no Facebook, Instagram, Google+, Twitter e YouTube.

 

Share This