Carreira

Como se preparar para o financiamento da pós-graduação?

Diversas pessoas escolhem a educação continuada para adquirir uma bagagem maior de conhecimento para sua área de atuação. Com isso, surge a dúvida sobre qual a melhor maneira de planejar o financiamento da pós-graduação.

Com um mercado de trabalho cada vez mais competitivo, investir na formação profissional é muito importante. Dessa forma, ter uma programação dos custos e do tempo disponível para os estudos será de grande ajuda nesse percurso.

Neste post, confira as melhores dicas para cursar uma pós-graduação sem dores de cabeça!

Os modelos de pós-graduação

Um curso superior é um ótimo começo para conseguir um bom emprego. Porém, uma pós-graduação pode ser o que falta para alavancar a sua carreira.

As modalidades desse curso são divididas em: lato sensu e stricto sensu. Com isso, é preciso avaliar qual complementa melhor o seu objetivo profissional.

Os modelos lato sensu são mais amplos e englobam as especializações e MBAs. Essas formações são voltadas para a atuação empresarial.

Já o formato stricto sensu conta com os mestrados e doutorados. Esses tipos são ideais para quem deseja seguir a docência em faculdades ou a profissão de pesquisador.

O planejamento de tempo

Além de saber como financiar a pós-graduação, é preciso ter consciência que também será preciso ter autogerenciamento e separar um horário livre para os estudos.

Uma opção mais viável para quem tem uma rotina de trabalho mais intensa é estudar online. A educação a distância (EAD) é uma grande tendência de ensino. Com ela o aluno pode estudar em seu tempo disponível e onde estiver.

Porém, seja online ou presencial, é preciso planejar o tempo de estudo para assistir às aulas e também para realizar as tarefas. Esse curso exige muita disciplina e determinação. Também é importante saber a duração total da pós-graduação.

Os cursos de especialização e MBA duram em média de 1 a 2 anos. Um mestrado, por sua vez, leva no mínimo 2 anos. Já o doutorado tem duração de 4 a 5 anos. Avalie se terá como manter os estudos por esse tempo, sabendo que é um investimento em longo prazo para seu crescimento profissional.

O financiamento da pós-graduação

Para conseguir financiar a pós-graduação sem que isso pese no bolso, o mais indicado é fazer um bom planejamento. Confira as dicas a seguir para estar preparado quando for cursar sua especialização no ensino superior.

1. Faça um diagnóstico da sua situação financeira e pessoal

Nessa etapa, é aconselhado que seja feita uma análise sincera do orçamento disponível para o financiamento da pós-graduação.

Deve ser avaliado quanto custa a pós, em quanto tempo e como será realizado o investimento. Fazendo isso, o desejo de estudar nesse curso é transformado em um objetivo com metas bem definidas.

Talvez a pós-graduação dos sonhos leve um tempo maior do que se tem livre naquele momento. Ou ainda custe um valor mais alto do que o disponível. Tudo depende da avaliação se é um bom momento para investir nos estudos.

Então, é a hora de pesquisar instituições, melhores formas de pagamento e a duração adequada para cada objetivo profissional.

2. Avalie a quantia a ser paga e as formas de pagamento

Depois de avaliar o quanto pode investir e quanto tempo pode utilizar para fazer o curso, é hora de avaliar as opções de curso. Tenha pelo menos 3 alternativas entre as instituições que fornecem a pós-graduação desejada para ampliar sua escolha.

Se houver pressa em fazer o curso, talvez parcelar o valor seja o mais indicado. Com pequenas parcelas fica mais fácil realizar o pagamento por mês. Porém, se quiser evitar riscos, pode poupar o valor cheio ou uma boa parte dele. Dessa forma, é possível até mesmo negociar o investimento total e conseguir um bom desconto.

Independentemente da forma que escolher para fazer o financiamento da pós-graduação, é importante contar com um fundo de segurança.

3. Tenha uma reserva financeira

Ter uma reserva financeira é muito importante para garantir uma segurança durante os estudos. Saber que conta com um valor disponível caso haja algum problema ajuda a manter sua vida mais tranquila e com menos estresse.

Pode ser que uma conta venha mais alta que o esperado. Ou talvez ocorra alguma enfermidade e com isso seja preciso comprar remédios caros. Ainda há o risco de perder o emprego atual. São muitas causas que podem comprometer o orçamento, e o menos indicado é ter que sacrificar a mensalidade da pós-graduação.

Uma opção mais conservadora e mais segura é guardar a reserva financeira em uma conta poupança. Também é possível colocar o valor em um investimento de médio prazo, como títulos do Tesouro Direto. Porém, se escolher investir, saiba que caso precise retirar o dinheiro antes do vencimento, pode ter que pagar uma taxa.

Qualquer que seja a forma que escolher para poupar esse valor, lembre-se de manter um fundo de emergência. Assim, não ficará devendo à instituição de ensino ou mesmo precisará interromper o curso. Com isso, mesmo que ocorram situações em que seja preciso utilizar mais dinheiro do que o planejado, isso não afetará sua pós-graduação.

4. Evite fazer novas dívidas

Seguindo a mesma linha de economizar para seu fundo de emergência, é preciso manter o foco no seu objetivo final. Ainda que pareça muito bom aproveitar aquela promoção relâmpago e comprar algo, esse valor pode comprometer seus planos para financiar a pós.

Se optar pelo parcelamento do curso, já será uma dívida mensal para pagar. Se, além desse valor, ainda forem feitas mais prestações, acabará sendo uma bola de neve nas suas finanças.

Algumas compras podem parecer pequenas à primeira vista, com parcelas suaves. Porém, se não houver um controle, elas podem acabar gerando taxas bem elevadas.

Tenha sempre em mente que sua meta principal é o financiamento da pós-graduação. Logo, todas as demais aquisições podem esperar um momento melhor.

5. Reduza gastos dispensáveis

Evitar novas dívidas já será um grande auxílio para manter o valor da pós sempre em dia. Contudo, é preciso pensar além das grandes contas.

No cotidiano, é fácil ter gastos que parecem insignificantes no começo. Seja um cafezinho na rua ou talvez um refrigerante depois do almoço. Quem sabe um livro novo, sendo que já tem 2 que não foram lidos na estante. E ainda alguns eventos não planejados com os amigos no final de semana.

Esses valores acabam drenando seu orçamento sem que seja percebido. Então, reduza gastos dispensáveis. Esse sacrifício é temporário e garantirá o ingresso na pós-graduação dos sonhos.

A meta de financiar a pós-graduação

Avaliando seu orçamento, pesquisando valores dos cursos, mantendo uma reserva de emergência, fugindo de novas dívidas e cortando gastos, certamente será muito mais fácil realizar o financiamento da pós-graduação.

Lembre-se do seu plano de carreira e de que a especialização será um passo para alcançar o cargo desejado ou conseguir um emprego melhorar. Tenha persistência, disciplina e foco para concluir a meta de cursar uma boa pós-graduação.

Quer saber outras formas para alavancar a carreira? Então entenda a importância de investir em desenvolvimento pessoal.

 

Share This