Carreira

O que é reciclagem profissional e por que você deve fazê-la?

Com um mercado de trabalho tão competitivo, e até saturado em certas áreas, destacar-se em relação à média é fundamental para o alcance de grandes oportunidades. Para isso, é necessário que você esteja atento às tendências e inovações em sua profissão e se prepare para as mudanças cada vez mais repentinas que estamos vivendo. Sendo assim, a reciclagem profissional deve se integrar a seu dia a dia, como forma de sustentar sua empregabilidade e ampliar seus horizontes.

Uma ótima maneira de compreender o sentido da reciclagem profissional é equipará-la à educação continuada. Em outras palavras, quer dizer fazer investimento constante em seu desenvolvimento profissional a fim de trilhar sua evolução na carreira.

Por isso, você não precisa esperar até juntar dinheiro para cursar aquele doutorado em uma universidade caríssima. Pelo contrário, pequenos passos são importantes para lhe dar força para se manter alinhado com as demandas de um mercado tão exigente.

Na linha evolutiva da sua carreira, procure sempre desenvolver novas habilidades, competências e conhecimentos teóricos. Dessa maneira, você, aos poucos, conquistará a qualificação necessária a um progresso maior.

Afinal, só ocupam cargos de responsabilidade aqueles que conhecem o “caminho das pedras” da sua área de atuação e dominam o mercado com o qual trabalham. Ou seja, possuem uma visão ampla e profunda sobre seu cotidiano profissional e de áreas correlatas dentro da organização na qual são gestores.

Sendo assim, um bom significado para “reciclagem profissional” é renovação do conhecimento. Por isso, queremos ajudar você a compreender a importância de estar sempre atualizado e apontar alguns caminhos para isso. Vamos lá? Acompanhe as próximas linhas!

Por que a reciclagem profissional não pode esperar?

Chegamos à era digital. E graças a ela novos processos, tendências e valores surgem com velocidade espantosa. Por isso, a reciclagem profissional deixou de ser uma vaidade ou privilégio e se tornou “item de série” para que os profissionais não sejam atropelados diante de um mercado em transformação ininterrupta.

Reciclar-se profissionalmente coloca em seu currículo um grande diferencial competitivo. E as organizações estão sedentas por profissionais com características singulares, como se estivessem garimpando o puro ouro entre os talentos existentes.

Na prática, em uma simples entrevista de emprego, somente aqueles que tiverem qualificação profissional superior à dos demais são escolhidos pelos recrutadores para dar continuidade ao processo seletivo — o que envolve diretamente a aquisição de novos conhecimentos e experiência profissional.

Por isso, se você é recém-formado, encare sua vida profissional como um grande projeto a ser lapidado desde já. Isso significa montar um plano de ação, com objetivos, metas e prazos para execução. A partir daí, pesquise quais conhecimentos precisa adquirir e determine os meios pelos quais você vai consegui-los. Também decore essas três premissas:

  • nunca esteja desatualizado sobre o que o mercado de trabalho exige;

  • sempre fique acima de seus concorrentes;

  • jamais espere para adquirir novos conhecimentos.

Quais são as formas de se atualizar?

Na atualidade, oportunidades de reciclagem profissional não faltam. E por conta da melhoria nas tecnologias dos ambientes virtuais de aprendizagem, em muitos casos, você pode associar uma atividade presencial ao ambiente EAD, ou até mesmo estudar de qualquer parte do mundo por meio de um computador.

Primeiramente, é importante que você consiga enxergar quais são as necessidades de conhecimento em curto, médio e longo prazos dentro do seu planejamento de carreira. Depois, sempre considere inscrever-se em programas de pós-graduação, cursos de extensão ou qualificação em universidades consagradas.

E no dia a dia, inteire-se das notícias e do que anda sendo discutido no mercado. Faça isso assinando newsletters e revistas especializadas, seguindo personalidades nas redes sociais e ampliando seu networking em eventos.

Agora, veja alguns exemplos de cursos e atividades que contribuirão para a continuidade da sua formação profissional.

Pós-graduação lato sensu (especializações)

A expressão em latim lato sensu significa “amplo sentido”. Isso quer dizer que os cursos desses programas de pós-graduação destinam-se a especializações em alguma área relacionada à sua formação ou ao mercado no qual você está atuando ou pretende atuar. Elas têm, no mínimo, 360 horas de duração e há muitas opções de cursos a distância.

Por exemplo, um engenheiro que leciona em universidades pode especializar-se em Docência do Ensino Superior. Ainda, um médico que trabalha com políticas governamentais de saúde pode fazer uma pós em Gestão em Saúde Pública.

As opções são inúmeras e se dividem em conhecimentos técnicos e abordagens teóricas ou filosóficas, conforme o interesse do profissional. Vale lembrar que vários cursos de especialização não necessariamente pedem que a graduação tenha sido naquela área específica do curso. O motivo é simples: você pode ser graduado em Direito, mas ser um gestor na área de meio ambiente. Por isso, precisa ter os conhecimentos específicos daquele cargo.

Pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado)

Stricto sensu é “sentido restrito”, em latim. Por isso, cursos de mestrado e doutorado são bem mais longos que as especializações lato sensu e podem durar de 3 a 5 anos. Destinam-se a quem deseja aprofundar-se em aspectos específicos da cada área. Por isso, esses cursos são muito procurados por quem quer ser um pesquisador ou um professor universitário. A conclusão do curso obrigatoriamente exige a apresentação de uma dissertação ou tese com metodologia específica e profunda fundamentação teórica.

Cursos de capacitação profissional

Como a reciclagem profissional também implica conhecimentos mais práticos e imediatos para utilização no dia a dia, outra saída são cursos de capacitação ou atualização. Esses cursos desenvolvem temas específicos, com base nas tendências de mercado e necessidades dos profissionais. Eles não exigem a formalidade dos cursos de pós-graduação e são bem mais curtos, já que possuem uma abordagem direta.

Neles, você aprenderá novas técnicas para sua atuação, atualizará conceitos e reciclará conhecimentos. Os cursos de capacitação profissional envolvem as abordagens mais distintas. Gestão de projetos, recursos humanos, marketing, estratégia de negócios, área financeira, inovações tecnológicas e estudos interdisciplinares são apenas algumas das inúmeras competências abordadas nesses cursos.

Treinamentos

Os treinamentos são excelentes meios de alinhar conceitos e práticas do cotidiano. Além disso, são mecanismos para desenvolver habilidades pessoais e interpessoais. Inclusive, é comum que profissionais dos mais variados segmentos invistam em práticas de liderança, comunicação e relacionamento.

E as empresas têm valorizado profissionais bem articulados e que pensam na harmonia dos seus times. Muitos estudos já deram conta de que organizações com melhor ambiente de trabalho produzem mais resultados.

Isso está tão em voga que um dos termos da moda é o coaching — que entre seus muitos significados quer dizer “instrução”. No meio profissional, é utilizado para potencializar habilidades com o objetivo de aumentar a performance de uma pessoa, grupo ou organização, visando a resultados positivos. E isso implica competências comportamentais e inteligência emocional — esses conceitos são embasados em diversas áreas do conhecimento, como Psicologia, Neurociência, Administração e Educação.

Participação em eventos

Profissionais engajados participam de eventos em sua área. Portanto, sempre marque presença em congressos, feiras, palestras, simpósios etc. Essas são oportunidades para ter insights sobre o mercado e ouvir o que os grandes evangelistas do seu nicho estão dizendo.

Além disso, um dos maiores benefícios da participação em eventos de sua área é ampliar sua visão empreendedora e fazer networking. Ali, você tem contato direto com colegas de profissão, conhece clientes em potencial e aumenta as chances de firmar parcerias importantes e ser reconhecido pelo mercado.

Agora que você já percebeu como a reciclagem profissional pode impulsionar sua carreira para o sucesso, é hora de pôr a mão na massa e estudar. Para começar, confira agora 4 dicas infalíveis para escolher a pós-graduação perfeita para o seu perfil!

 

Share This