Carreira

Pós-graduação e MBA: as 5 principais diferenças

Quem quer alcançar qualificação profissional e crescer cada vez mais não pode, jamais, parar de estudar. Uma boa formação acadêmica é pré-requisito para o sucesso no mundo do trabalho. Ao falar isso, não estamos nos referindo apenas à graduação, mas também aos cursos que podem ser feitos ao longo da carreira. Você conhece a diferença entre MBA e pós-graduação?

Eles são as principais opções de formação para quem já tem seu diploma do ensino superior. Para escolher a alternativa ideal, é preciso conhecer as características de cada um. Podemos ajudar você a solucionar as suas principais dúvidas sobre essas especializações.

Saiba tudo sobre os cursos e seja capaz de perceber qual formato tem mais a ver com o seu perfil! Confira nossas informações e comece já a se preparar para alcançar o sucesso em sua carreira!

Qual é a diferença entre MBA e pós-graduação?

1. Nível de formação

Na verdade, todos os cursos citados aqui são considerados programas de pós-graduação. Afinal, para se matricular em qualquer um deles é necessário ter formação em nível superior — bacharelado, licenciatura ou tecnólogo.

Contudo, o termo “pós-graduação” é comumente usado para fazer referência aos cursos stricto sensu (mestrado e doutorado) e aos cursos de especialização lato sensu que não têm o enfoque em administração.

Já os cursos voltados para o segmento de gestão e negócios recebem a denominação MBA — que é uma sigla inglesa para Master in Business Administration, ou Mestre em Administração e Negócios. O MBA, no entanto, é uma especialização e não um mestrado, como o seu nome pode sugerir.

Tanto o MBA quanto a pós-graduação lato sensu (expressão latina que significa “sentido amplo”) são cursos de especialização. Os cursos de pós-graduação stricto sensu (termo latino para “sentido restrito”) são o mestrado e o doutorado — voltados para a pesquisa científica e docência no ensino superior.

2. Estrutura e funcionamento

Tanto o MBA quanto a pós-graduação exigem um diploma de graduação para a matrícula (alguns podem aceitar estudantes que estejam finalizando seu curso superior). A seleção é feita por meio de processos seletivos — que variam de acordo com o curso e com a instituição de ensino que o oferta.

Ambos devem ter suas atividades acadêmicas estruturadas em conformidade com a carga horária mínima de 360 horas, como estipulado pelo Ministério da Educação.

Cada um desses formatos pode ser constituído por disciplinas ou módulos e, de modo geral, exigem que seus alunos desenvolvam um trabalho de conclusão (ou monografia) para se formarem.

3. Objetivos formativos

Ambos têm como finalidade geral aprimorar os conhecimentos para aplicá-los no contexto de trabalho. Contudo, uma pós-graduação torna o profissional um especialista, aprofundando seus conhecimentos e habilidades em determinada área.

Já o MBA é mais direcionado para o mundo dos negócios e dos processos de gestão. O foco é preparar trabalhadores graduados nos mais diversos cursos para atuar em ramos de gestão e finanças — aplicados ao desenvolvimento de negócios.

Os objetivos formativos, portanto, são bem distintos. Mas os dois tipos de curso requerem alunos engajados nos estudos. É preciso muito esforço e dedicação para equilibrar as demandas profissionais e pessoais cotidianas com as responsabilidades acadêmicas.

Em razão de objetivos de formação diversos, eles exigem o desenvolvimento de determinadas habilidades por parte dos estudantes.

Em cursos de pós-graduação, em geral, são desenvolvidas atividades de caráter mais teórico, relacionadas ao aprofundamento na área escolhida. Por isso, é muito importante que o estudante esteja disposto a ler e pesquisar bastante. É necessário manter o foco nas tarefas acadêmicas essenciais à especialização.

Já nos cursos de MBA, embora também haja a realização de atividades teóricas, a formação é voltada mais para a prática do profissional no mundo dos negócios Assim, é essencial que os alunos desse formato tenham interesse pela resolução de problemas mercadológicos, gerenciais e financeiros, trabalhados em estudos de caso e proposição de situações conflituosas.

4. Áreas de atuação

A opção por um dos dois formatos não restringe a atuação do profissional — tendo em vista os mais diversos setores mercadológicos e sociais —, mas direciona as possibilidades. Assim, existem algumas diferenças quanto à pós-graduação lato sensu, MBA e pós-graduação stricto sensu.

Com uma pós-graduação lato sensu, o profissional especializa a sua formação, podendo atuar em cargos mais específicos dentro de instituições da iniciativa pública e privada. Um curso de especialização capacita o profissional para atuar na área em que fez a pós, como Direito Eleitoral, Coordenação Pedagógica, Enfermagem do Trabalho, entre muitos outros.

Profissionais que escolhem cursar um MBA, normalmente, já atuam em empresas privadas e públicas dos mais diversos ramos. Entre as possibilidades, estão diversos segmentos no interior de instituições financeiras, como bancos e seguradoras, setores administrativos de companhias e organizações comerciais dos mais variados tipos e tamanhos.

Já os cursos de pós-graduação stricto sensu são mais direcionados para as áreas de docência, sobretudo em nível superior e pesquisa. Assim, é comum que profissionais com título de mestrado e doutorado atuem como professores em instituições de ensino públicas e privadas ou se dediquem a estudos científicos em centros de pesquisas, institutos e universidades.

5. Demanda de mercado

Tanto a pós-graduação quanto o MBA são formações com bastante demanda no mundo do trabalho. Isso porque há a necessidade constante de aprimoramento e atualização em todas as áreas do conhecimento e segmentos de mercado. Assim, a diferença entre MBA e pós-graduação nesse ponto vai estar relacionada aos setores de atuação possibilitados por cada um.

A pós-graduação pode ser utilizada em qualquer segmento de trabalho, uma vez que há a valorização de especialização profissional em todas as áreas. O mercado procura por profissionais especializados e atualizados em campos específicos para que eles sejam capazes de desempenhar funções com mais propriedade — sendo uma autoridade no assunto.

Já o MBA vai ser mais demandado no ambiente de negócios. Entretanto, esse curso tem sido cada vez mais procurado por profissionais de áreas diversas. O conhecimento corporativo pode ser aplicado em outros contextos, como o educacional, hospitalar ou industrial. Assim, os conhecimentos de gestão, finanças e negócios também são bem-vistos fora do setor empresarial.

Como escolher uma pós-graduação ou MBA?

Agora você já conhece a diferença entre MBA e pós-graduação e pode concluir qual das modalidades é a melhor para você. É importante lembrar que em cada uma há infinidades de opções que podem dificultar sua escolha. Por isso, veja as nossas dicas para se decidir:

Saiba quais são os seus interesses e necessidades

Um curso de pós-graduação existe para atender aos objetivos dos profissionais. Assim, esse é o primeiro ponto que você vai considerar antes de escolher. Provavelmente, você vai desejar fazer um curso em uma área que você gosta ou na qual você sente necessidade de saber mais, certo?

A pós-graduação e o MBA podem servir tanto para consolidar a carreira que você já vem seguindo, quanto para desviar a sua caminhada profissional e conquistar novos espaços. Assim, essa escolha não pode se dar separada dos seus interesses, objetivos e necessidades. Fazer uma autoavaliação profissional pode ajudar a definir esses pontos.

Reflita sobre seu momento profissional

Além dos seus interesses e seus planos para o futuro, é importante pensar no contexto atual. A escolha vai ser diferente para alguém recém-formado que deseja fazer uma pós para facilitar sua entrada no mercado e para um profissional experiente que precisa aprofundar seus conhecimentos a fim de assumir uma nova posição na empresa.

Quem se formou em Contabilidade pode decidir, por exemplo, fazer uma especialização na área de Matemática Financeira e Estatística para potencializar seu trabalho atual. Se essa mesma pessoa tiver interesse em conquistar cargos gerenciais, pode procurar um MBA.

Existe a possibilidade, ainda, de o profissional não estar satisfeito com sua atual posição. Muitas pessoas usam a pós-graduação para fazer grandes mudanças na carreira. Se o objetivo for se preparar para dar aulas em faculdades, por exemplo, o mestrado é a opção adequada. Percebeu como a escolha vai depender do momento e dos objetivos de cada um?

Conheça a demanda do mercado

Você se lembra de como foi a sua escolha do curso de graduação? Provavelmente, você passou pela etapa de pensar sobre os cursos dos quais gostava e pesquisar sobre o mercado de trabalho em cada área. Para decidir por uma pós-graduação, você vai reviver um pouco desse momento.

Afinal, não é indicado se basear apenas nos seus interesses. Imagine a frustração de se especializar em algo que não abre muitas oportunidades de trabalho na sua região? A educação é um investimento. Por isso, o ideal é que você avalie o retorno que cada curso pode oferecer.

Pesquise a matriz curricular dos cursos

Não se baseie apenas no nome do curso para escolher. Conheça o currículo dele e saiba quais são os conteúdos trabalhados em todos os módulos. Isso é essencial para definir qual é a especialização mais interessante para você e que está mais atualizada com as exigências do mercado de trabalho.

Provavelmente uma ou outra disciplina não vai parecer atrativa, mas procure avaliar a matriz curricular de forma completa.

Analise de que forma os conhecimentos vão contribuir para a sua carreira e ajudar você a alcançar seus objetivos. Lembre-se de que até mesmo as matérias que você considera desinteressantes podem trazer conteúdos relevantes para sua atuação profissional.

O que analisar em uma instituição?

Independentemente da diferença entre MBA e pós-graduação, você deve analisar alguns pontos antes de se matricular em um curso. Além de escolher a modalidade e a área na qual você quer se especializar, procurar uma instituição de qualidade é indispensável. Mas como ter certeza de que tomou a decisão certa? Veja alguns pontos que podem definir sua escolha:

Método de ensino

Cada instituição educativa tem um modo de funcionamento e faz uso de determinadas metodologias. Por isso, é importante conhecê-las antes de decidir fazer o curso. Alguns pontos que você pode usar para pensar sobre essa questão são:

  • Como a instituição entende o processo de ensino e aprendizagem?

  • As aulas são presenciais ou a distância?

  • Que material o curso utiliza?

  • Há experiências práticas no currículo?

Professores

Esse é um dos aspectos centrais no momento de decidir onde cursar sua pós-graduação. Afinal, seu aperfeiçoamento depende, em grande parte, do conhecimento trazido pelo corpo docente.

Além de contribuírem com o que ensinam, os professores trazem também importantes oportunidades de networking para você. Estudar com professores de renome agrega muito valor à sua carreira.

Assim, não deixe de avaliar a qualidade dos profissionais. Peça para que a instituição divulgue seu quadro e pesquise sobre a atuação de cada um. Você pode buscar opiniões sobre eles e acessar seus currículos na internet.

Estrutura e credibilidade

Escolher uma instituição reconhecida por sua qualidade também faz toda a diferença na sua formação profissional. O primeiro passo é verificar se o local que você pretende estudar é certificado pelo Ministério da Educação. Depois, é importante conhecer a estrutura oferecida.

Você também deve colher o máximo de informações sobre a credibilidade da instituição. Saiba há quantos anos ela atua, como está sua expansão nos últimos tempos, qual a opinião dos alunos e ex-alunos e como é a aceitação dos cursos oferecidos por ela no mercado.

Esclareça todas as suas dúvidas antes de se matricular e aproveite para avaliar a qualidade do atendimento.

Horários de aula

Outro critério que precisa ser considerado pelo profissional que busca uma pós-graduação é a carga horária e a organização temporal das aulas. Algumas opções comprometem poucas horas mensais, mas adiam a conclusão do curso, enquanto outras têm mais aulas no mês e você se forma em menos tempo.

Essa escolha vai depender das suas possibilidades de gestão do tempo. Reflita com cuidado sobre isso, pois você precisa ter certeza de que consegue se dedicar o suficiente para aproveitar todos os benefícios da formação. Além disso, deve ter atenção para que a carga do curso não atrapalhe sua produtividade no trabalho.

Preço

Por fim, o valor cobrado pela instituição é outro fator que precisa ser considerado na hora de decidir onde cursar uma pós-graduação. Mas não se esqueça de que o foco não deve estar no preço, mas na relação entre custo e benefício. Ou seja, vale a pena investir mais dinheiro em uma instituição que ofereça qualidade e se adeque melhor aos seus objetivos profissionais.

Faça uma pesquisa de preço e inclua o custo da pós no seu planejamento financeiro. Considere a duração do curso e avalie se esse é o momento ideal para se comprometer. Algumas instituições podem oferecer condições diferenciadas de pagamento. É interessante perguntar, caso você precise.

Depois de conhecer a diferença entre MBA e pós-graduação e saber como escolher um bom curso e uma instituição de qualidade, você está preparado para impulsionar a sua carreira. Siga as orientações que apresentamos neste texto e avalie suas possibilidades com atenção.

Agora queremos saber a sua opinião! Quais são seus objetivos profissionais e qual formato de curso tem mais a ver com o seu perfil? Compartilhe sua experiência comentando no post!

 

Share This